segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Polícia Militar assina atestado de incompetência

A penúltima rodada do campeonato Brasileiro foi alterada, a partida entre Corinthians e Flamengo marcada previamente para o estádio do Pacaembu foi transferida para o Brinco de Ouro da Princesa, na cidade de Campinas no interior de São Paulo. De acordo com a CBF, a Policia Militar não garantiu a segurança do jogo, já que no mesmo dia e horário teremos no Palestra Itália Palmeiras e Atlético MG.

Com essa atitude, a Polícia Militar assina seu atestado de incompetência, é impossível imaginar que na capital, onde os policiais estão acostumados com os grandes clássicos, a polícia ateste que não tem capacidade de oferecer segurança para a realização de dois jogos, Lembrando que na soma das partidas são aproximadamente 60 mil torcedores.

É a prova da falência da segurança pública no Estado, um tremenda vergonha para a cidade de São Paulo.

Já que no Rio de Janeiro, na última rodada do Brasileirão vão jogar no mesmo dia e horário Botafogo x Palmeiras no Engenhão, Flamengo x Grêmio no Maracanã, com os dois jogos somados deveremos ter em torno de 140 mil torcedores, mais que o dobro dos jogos de São Paulo, porém a Polícia do Rio está garantindo a segurança das partidas.

Fica uma pergunta, será que a Polícia do Rio de Janeiro é mais preparada e com maior competência do que a de São Paulo? Pelo menos os fatos apontam para isso.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Corinthians acerta a contratação de Tcheco!


A diretoria do Corinthians conseguiu acertar os últimos detalhes, definindo assim a contratação do meia Tcheco, ex-grêmio para a próxima temporada. O jogador assina contrato até dezembro de 2010.


Porém, a diretoria só vai anunciar a contratação após o termino do campeonato Brasileiro. Ralf do Barueri e Iarlei do Goiás também estão acertados, o lateral-esquerdo Roberto Carlos e o meia Leandro Domingues do Vitória deverão concretizar as negociações até a próxima semana.


Sobre Riquelme, o sonho de contar com o maestro argentino está cada vez mais distante. Desta forma, nos bastidores do clube o nome do meia Danilo ex-São Paulo, atualmente no futebol do Japão ganha muita força dentro do Parque São Jorge.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Sempre tem um culpado! Os outros !!

Por - Fábio Sinegaglia

Na vida quando temos problemas sempre a culpa é dos outros, pois é mais fácil delegar as responsabilidades a outrem, do que assumir os próprios erros. Até porque assumir as falhas significa ter a obrigação de mudar posturas e corrigir erros pessoais e/ou coletivos. O maior exemplo disto são os acidentes aéreos que geralmente a culpa vai para o piloto, que todas às vezes não está mais entre nós para se defender.

Nesta semana tivemos dois eventos que deixam claras essas posturas. O primeiro foi o “apagão” que ocorreu na madrugada de terça para quarta, pois a culpa sempre é de um fenômeno da natureza, pois esses fenômenos passam, e não tem como se defender, só podem ser os culpados.

O outro caso é o que ocorreu no último domingo no Maracanã, após a derrota do Palmeiras para o Fluminense, quando o Presidente do clube paulista perdeu completamente a razão e começou a atacar o árbitro Carlos Eugenio Simon, que invalidou gol de Obina, não há duvidas que o Simon errou, alias ele não vive um bom momento em sua carreira, e o pior ele deve ser o árbitro Brasileiro na Copa de 2010.

Mas erros no futebol ocorrem, hora pró um time e hora contra, não há dúvidas que na quarta-feira o Palmeiras foi ajudado pelo árbitro Elmo Alves Resende Cunha que validou um gol palmeirense que não deveria ter sido validado. Erros fazem parte do futebol, quem não aceita os erros tem uma boa opção: Playstation.

Na verdade a ação do Presidente do Palmeiras, Luiz Belluzzo, ameaçando até fisicamente o Simon, é a prova mais clara do despreparo das pessoas que dirigem o futebol, diretores e dirigentes não tem o direito de fazer o que Belluzzo fez, em uma sociedade que vive em conflitos as pessoas que comandam têm que ter a racionalidade que uma atitude como a de Belluzzo pode ser o inicio de um processo que pode levar a violência. E não adianta o Belluzzo vir com o discurso que ele é um presidente diferente, pois ele é exatamente como todos os outros, ou seja, um torcedor de terno e gravata com um discurso arrumado.


Faltando três partidas para o Palmeiras terminar a sua participação no Campeonato Brasileiro de 2009, o título que estava na mão do time alve-verde, está muito ameaçado, ou melhor, o time não deve ser o campeão da temporada, e é bom o Palmeiras ficar atendo para que a sua classificação para a Libertadores também não se perca no caminho.

A queda do time do Palmeiras nas últimas oito rodadas é algo incomum, pois dos últimos 24 pontos a equipe alve-verde conquistou apenas seis, ou seja, 25% dos pontos disputados, esse rendimento nas oito últimas do Palmeiras é pior do que o rendimento do Sport ( 30% de aproveitamento) que é o último colocado da competição e já rebaixado para a Série B.

Ou seja, o Palmeiras perdeu o título devido ao seu futebol, e não devido aos erros de arbitragem.

Ou seja, Sr. Belluzzo o senhor é como todos os outros: Sempre a culpa é dos outros!

sinegaglia@uol.com.br

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Presidente do Boca nega proposta do Corinthians e diz que pretende renovar com Riquelme


O presidente do Boca Juniors Jorge Ameal, disse que não existe nenhuma proposta oficial do Corinthians pelo camisa 10 Riquelme.


“Não existe nada, ninguém nos procurou, o Román é um jogador especial para o Boca e no momento que ele quiser vamos nos reunir para discutir sua renovação de contrato”, afirmou o mandatário do Boca Juniros, em entrevista concedida nesta quarta-feira, 11, à rádio Del Plata.

domingo, 8 de novembro de 2009

Até quando o Palmeiras vai transferir sua incompetência para outras pessoas


O Palmeiras perdeu a liderança do campeonato Brasileiro em um momento importante da competição e após o jogo, o que se pode notar novamente, foi uma transferência de responsabilidade para a arbitragem. É evidente que o Simon que não vive um bom momento errou ao anular o gol marcado por Obina, mas é bom lembrar que o escanteio assinalado não aconteceu, então o lance não era nem para ter existido.

O mais irritante é mais uma vez a transferência de responsabilidade, algumas rodadas a culpa pelo mal momento da equipe era da imprensa e agora a culpa é exclusivamente do arbitro? O Palmeiras não chutou uma bola no gol no segundo tempo, o futebol apresentando pelo time está uma vergonha e a culpa nunca são dos jogadores ou do técnico.


Onde estão Vagner Love e suas tranças mágicas, Diego Souza que sumiu após retornar da Seleção Brasileira, até quando ele ficará jogando eternamente na altitude. O Palmeiras precisa jogar mais dentro de campo e parar de terceirizar os resultados negativos para outros setores.
Time campeão precisa ter personalidade para administrar os momentos ruins, reagindo dentro da competição.


Se continuar somente com essa choradeira, até a vaga para a Libertadores fica ameaçada.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Muricy Ramalho passou de todos os limites!


Parabéns a ACEESP, por meio do presidente Ricardo Capriotti, que não se calou diante dos absurdos ditos pelo técnico Muricy Ramalho, durante a sua péssima entrevista coletiva concedida na última quinta-feira. Muricy passou de todos os limites, desrespeitando os profissionais dos diversos veículos de comunicação, que estavam ali simplesmente para levar o depoimento do treinador ao torcedor palmeirense.

Afinal, da mesma forma que Muricy argumenta que tem família, os repórteres também e ele precisa ter mais responsabilidade.

Confira abaixo a nota de repúdio produzida pela ACEESP.

C O M U N I C A D O


A Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo repudia as declarações do treinador da Sociedade Esportiva Palmeiras, Sr. Murici Ramalho, após o jogo Palmeiras x Goiás, no Palestra Itália, no dia 29/10.


Ao generalizar o comportamento de uma categoria, o técnico coloca em um mesmo nível centenas de profissionais que militam no jornalismo esportivo paulista e que não tem, necessariamente, o mesmo modo de conduzir a carreira profissional.


A seriedade e responsabilidade de uma classe importante, não podem ser injustamente atingidas por vulgarizações pobres.


Se o treinador se sente incomodado com o comportamento de algum profissional ou veículo de comunicação específico, que os nomine para que os outros que não estão nesta situação não se sintam injustamente atacados.


A ACEESP se coloca à disposição dos cronistas esportivos, na defesa de seus interesses e valorização do trabalho e dignidade profissional.São Paulo, 30 de outubro de 2009.


Atenciosamente,


Ricardo Capriotti
Presidente
Atenciosamente, Administração Aceesp

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

São Paulo chegou e agora?


O São Paulo obteve uma brilhante vitória diante do Internacional no Morumbi, não foi um jogo tecnicamente extraordinário, mas foi sem dúvida uma bela partida. Em campo dois times muito aguerridos e que mostraram muita raça e vontade na disputa do jogo.


O goleiro Bosco que substituiu Rogério Ceni foi muito bem e salvou o Tricolor em algumas situações. O sistema defensivo funcionou e o ataque aproveitou a oportunidade que teve por meio de Washington.

Resultado que deixa o São Paulo na liderança do campeonato Brasileiro pela primeira vez, pressionando definitivamente o Palmeiras que não poderá pensar em perder para o Goiás dentro do Palestra Itália.

A próxima rodada ainda favorece o São Paulo, já que o Tricolor recebe o Barueri no Morumbi e o Palmeira joga o clássico diante do Corinthians em Presidente Prudente. Isso significa que o São Paulo volta muito forte para a disputa de mais um título do Brasileirão e o Palmeiras precisa voltar a jogar bem para continuar sonhando com o título.

Barueri troca de técnico

A comissão técnica do Barueri sofreu alteração, o técnico Diego Cerri foi retirado do cargo e o comando do time fica neste momento com Luis Carlos Goiano, que trabalhava no clube como auxiliar desde a saída de Estevam Soares para o Botafogo.

Diego foi muito criticado na derrota para o Náutico, principalmente pela escolha de Basílio para entrar no lugar de Fernandinho que sentiu uma contusão, aos 2 minutos de jogo. Nos treinamentos realizados durante a semana quando Fernandinho não atuou, Henrique Dias, recém contratado do Coritiba, era quem ocupava a vaga do atacante, porém, na hora do jogo Diego optou por Basílio e isso teria irritado os dirigentes do Barueri.

Na partida desta quarta-feira, diante do Flamengo, o Barueri já será comandado por Luis Carlos Goiano, Diego retorna ao cargo de coordenador técnico da equipe da grande São Paulo.

Uma situação totalmente absurda, até porque, mudar de treinador no fim do campeonato, não resolverá os problemas do time. Não importa o clube os dirigentes em todas as equipes pensam da mesma maneira, quando os resultados não são favoráveis o culpado sempre é o técnico, será que um dia isso vai mudar?

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Palpites da Rodada!

Olá pessoal abaixo os palpites para mais uma emocionante rodada do Brasileirão!

Palmeiras 2x2 Goiás

Fluminense 3x1 Galo

Sport 1x2 Coritiba

Vitória 1x0 Corinthians

Barueri 0x2 Flamengo

Grêmio 1x1 Avaí

Cruzeiro 0x1 Santo André

Botafogo 1x0 Náutico

Atlético Pr 0x2 Santos

São Paulo 3x0 Internacional

Viva os Pontos Corridos, emoção do começo ao fim!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Pontos Corridos ou Pontos Parados

Por - Fábio Sinegaglia

O Campeonato Brasileiro de futebol criado em 1971 passou 32 anos até criar uma forma de disputa que permanecesse fixa por várias temporadas, isso ocorreu a partir de 2003 quando se estabeleceu à disputa por meio dos pontos corridos, e essa fórmula está sendo aplicada pela sétima vez consecutiva em nosso futebol, algo inédito até então, pois no período entre 1971 a 2002 muito se mudou na maneira de se disputar o principal campeonato do futebol nacional.

Mas a questão que impera nesta temporada é se o campeão será conhecido por meio dos pontos corridos ou por pontos parados. Pois é impressionante como o atual líder do campeonato, o Palmeiras, e o ex-vice - São Paulo, estão inoperantes nesta competição, ou seja, estão parados na pontuação da competição.

O time alve-verde de Parque Antártica está a três partidas sem marcar nenhum ponto (e sem marcar nenhum gol), são derrotas inesperadas: para o Náutico, o Flamengo e o Santo André. Já o tricolor do Morumbi, ex-vice da competição, atual quarto colocado, nos últimos três compromissos obteve apenas um ponto, oriundo do empate contra o Coritiba. Esses revezes fizeram o time perder duas posições na tabela.

E para o futebol do Estado de São Paulo a certeza do sexto título brasileiro consecutivo virou dúvida, pois Atlético, Internacional e Flamengo estão na briga e já com reais possibilidades de quebrar a hegemonia dos times paulistas.

O atual líder Palmeiras já realizou 31 partidas na competição, ou seja, foram 93 pontos disputados, o time conquistou apenas 54, isto é, contabiliza um aproveitamento de 58%. Índice muito baixo para ser campeão se compararmos com os últimos campeões nacionais que obtiveram os seguintes índices:

(2003 – Cruzeiro – 72%), (2004 – Santos – 64%), (2005 – Corinthians – 64%), (2006 – São Paulo – 68%), (2007 – São Paulo – 68%) e (2008 – São Paulo – 66%).

O Palmeiras que atualmente é o líder do campeonato e tem essa condição garantida até o final de 31º rodada, pode atingir, no máximo, 75 pontos neste campeonato, ou seja, se o time vencer todos os jogos a partir da 32º rodada terá ao final da competição 65,7% dos pontos ganhos, índice inferior aos dos três últimos títulos do São Paulo e muito abaixo do que fez o Cruzeiro em 2003.

Portanto teremos em 2009 um Campeão brasileiro dos pontos perdidos, ou dos pontos parados, a desculpa que o campeonato está nivelado não vale, pois os times que estão na parte de baixo da tabela são ruins, tal como eram os times que estavam nesta faixa nos últimos anos.

Vivemos um campeonato fraco em 2009 sem o encanto dos últimos anos, mas que isso não se torne motivo para outra mudança na fórmula da competição, a emoção está nos times e não na maneira em que o campeonato é disputado, pelo menos nos pontos corridos (ou pontos parados) o campeão recebe o título por mérito, ou por demérito dos adversários.

sinegaglia@uol.com.br

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Palmeiras corre risco até de perder vaga na Libertadores


O Palmeiras mais uma vez decepcionou o seu torcedor com a derrota sofrida para o péssimo time do Santo André. Uma derrota que mostra toda a fragilidade do time nas ultimas rodadas. Foram preciosos pontos perdidos, a equipe já poderia ter garantido o título do Brasileirão, no entanto, o Verdão vacilou e agora é fato, o elenco sentiu psicologicamente o peso de ser campeão.


Afinal, são mais de uma década sem um título de expressão nacional e a pressão interna é enorme. Até agora, os adversários foram incompetentes e também tropeçaram. Mas isso não vai acontecer a todo o momento, não acredito que nas próximas rodadas os concorrentes do Palmeiras, casos de São Paulo, Atlético, Flamengo, Internacional e Goiás, vão continuar oferecendo essa colher de chá para o Verdão.


O principal problema neste momento é a qualidade de jogo do Verde que está muito baixa, o time não consegue apresentar um bom futebol dentro de campo. Faltam poucas rodadas e caso não melhore urgentemente o seu rendimento, entendo até que o Palmeiras corre o risco de ficar fora da Libertadores em 2010, por incrível que pareça.

Até porque, a distancia para o quinto colocado é de apenas seis pontos!

domingo, 18 de outubro de 2009

Flamengo arrasador, agora em busca do título!


O Flamengo vive um momento mágico, afinal, já são nove partidas sem perder (seis vitórias e três empates), desempenho que coloca o Rubro negro na quinta colocação, com 48 pontos, um a menos que o Tricolor paulista, último a se garantir na Taça Libertadores de 2010 e a seis do líder Palmeiras.


Resultados merecidicimos, o Mengão tem encantado, apresentando um belo futebol e um exemplo, foram às vitórias conquistadas contra São Paulo no Maracana e Palmeiras no Palestra Itália. Merece todo o respeito dos adversários e a partir de agora, é sério candidato ao título do campeonato Brasileiro. Jogadores como Pet, Adriano, Zé Roberto, Léo Moura e Maldonado, têm desequilibrado nesta reta final.

Palmeiras, São Paulo e Internacional estão decepcionando neste momento da competição, desta forma, o Flamengo que até então estava em baixa, pode aproveitar essa situação para uma arrancada fenomenal. Sem dúvida, é o time que joga o futebol mais bonito do Brasil.

E não é apenas dentro de campo que o Flamengo vive uma grande fase, fora também. A diretoria do clube quitou os salários que estavam em atraso e adiantou o pagamento do próximo mês. Salário em dia e jogadores voando dentro de campo sob o comando do Professor Andrade, uma receita perfeita para um possível título.


Os adversários que se cuidem!!!

sábado, 17 de outubro de 2009

São Paulo é a cara do seu técnico

O São Paulo mais uma vez tropeçou no campeonato Brasileiro, com a derrota para o Atlético MG no Morumbi. Resultado trágico para o Tricolor, que praticamente tira o São Paulo da briga pelo título do Brasileirão.

O mais irritante no time do São Paulo, é a posição do seu técnico, um treinador que opta por Hugo e Borges para resolver os problemas da equipe, está de brincadeira. O Tricolor fez uma péssima partida e no banco um técnico sem reação.

Ricardo Gomes, que substituiu Muricy Ramalho se limitou a manter mesmo estilo de jogo do antigo treinador, não apresentou nada de novo. Teria sido mais útil para o clube então ter mantido Muricy no cargo e dispensado alguns jogadores, mas burramente os dirigentes do São Paulo demitiram o melhor técnico do Brasil e agora vão sentir o desprazer de ver o seu ex- comandante, ser campeão defendendo o principal rival.

Veron no Corinthians?


Enquanto os dirigentes do Corinthians comentam sobre a possível chegada de Riquelme para a disputa da Copa Libertadores da América, especula-se nos bastidores do Parque São Jorge que tudo isso não passa de um balão de ensaio para trazer na verdade o volante Veron para o centenário alvinegro.


Isso aconteceria após a campeonato mundial de clubes em dezembro, Veron chegaria como o principal reforço do Corinthians para a Copa Libertadores da América na próxima temporada.

Corinthians comemora decisão da Prefeitura!

A Prefeitura de São Paulo oficializou que o estádio do Pacaembu poderá receber público acima de 40 mil torcedores. Festa no Parque São Jorge, afinal desta forma, o Timão vai poder mandar todos os jogos da Libertadores no Pacaembu, inclusive em uma eventual final de competição.

Porém, nenhuma obra foi feita para adequar a nova capacidade, significando que as teses de segurança da polícia militar foram para o espaço. Provando que os estádios brasileiros são como borracha eles esticam e encolhem conforme os interesses políticos.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Aguante Argentina


A classificação da Argentina foi dramática, nossos rivais precisaram pontuar na última rodada para garantir vaga na Copa do Mundo de 2010 na África. No penúltimo jogo Palermo foi o grande herói na vitoria por 2x1 contra o Peru e nesta quarta-feira, emoção não faltou nos três pontos conquistados diante do Uruguai.


Mas enfim a Argentina está na Copa e isso é o que importa, se não foi brilhante tecnicamente durante as eliminatórias, não faltou raça e muita garra nas últimas rodadas. Afinal, seria quase uma tragédia ver a Argentina fora de uma Copa do Mundo.

Maradona de Deus poderia virar o grande vilão do futebol argentino!

Mas na Copa do Mundo a história será diferente, sem dúvida, a guerra de vaidade existente no elenco vai terminar e com o retorno do semi-Deus, conhecido também por Riquelme, a Argentina entra ao lado do Brasil como uma das seleções favoritas para levantar a taça.

Visão de São Paulo e do Brasil

Por - Fábio Sinegaglia


Na segunda metade do mês de Setembro tivemos a confirmação que os Jogos Olímpicos de 2016 serão no Brasil, essa competição soma-se a Copa do Mundo de 2014 que também será em solo brasileiro. Pois bem, definitivamente viramos o País do esporte.

E se não bastasse a Fórmula 1 tem sua etapa brasileira desde os anos 70, e a cidade de São Paulo – no Autódromo de Interlagos, que havia sido a anfitriã dos GPs Brasil nos anos 70, voltou a sediar a etapa em 1990 e o fato é repetido todos os anos, e no próximo final de semana o Circo da Fórmula 1 terá novamente a sua tenda montada em São Paulo.

Muito mais do que um esporte, a Fórmula 1 é um grande balcão de negócios, onde muitos milhões de dólares são investidos todos os anos na categoria, e muitos outros dólares serão gastos por turistas na capital paulista.

As equipes se deslocam ao Brasil com um verdadeiro batalhão de pessoas, algumas destas pessoas para trabalhar nos carros, outras para fazer negócios e também temos os convidados especiais das equipes, além é claro dos pilotos.

Para os seus convidados e funcionários a equipe Red Bull publicou no último dia 9 de outubro, um verdadeiro guia a sobrevivência na Selva de Pedra, ou seja, um manual de orientações para os estrangeiros que irão visitar São Paulo em função do GP Brasil de Fórmula 1. O texto do guia é um verdadeiro Tapa da Cara em todos os brasileiros e em todos os Paulistanos.

O informativo começa com a seguinte afirmação "O Brasil é como uma droga que a F-1 não se cansa" o texto da equipe continua com as suas opiniões e afirma “Com ótima comida, poderosos drinques, música intoxicante (mas não tão intoxicante quanto a caipirinha) e gente bonita, como não gostar?", em outras palavras: apesar de tudo da para se divertir um pouco.

A respeito das coisas boas que a cidade de São Paulo tem para oferecer a equipe Red Bull volta a nos comparar com as drogas e afirma "mas como toda droga, existem os momentos que a melhor coisa é dizer não".

E não pára por ai: colocando uma série de perguntas em que a resposta sempre deve ser "não". Essas perguntas são: "Esse Rolex é original?", "gostaria de sua oitava caipirinha?", "tenho de parar no farol vermelho?", "gostaria de encontrar uma garota muito bonita que eu conheço?", "ela é realmente uma garota?", "quer mais carne?", "posso estacionar seu carro?", "será que minha mulher vai acreditar que esse fio-dental na minha mala é um presente para ela?", entre outras. Ou melhor, fica claro três coisas: O medo, a ironia e o turismo sexual por traz do evento.

Ou seja, ainda somos vitimas de preconceitos oriundos de outras partes do mundo, não podemos entrar nesse verdadeiro OBA-OBA que tomou conta de todos os envolvidos na escolha do Brasil para ser sede dos Jogos de 2016 e da Copa do Mundo de 2014, a imprensa deve ser vigilante dos desmandos feitos pelos órgãos públicos, com as coisas do esportes, e não entrar na onda de que aqui está tudo certo e aqui se vive na nova capital do Esporte Mundial, e não aplaudir as escolhas pensando em seus próprios interesses.

E em relação à equipe Red Bull tenho uma sugestão, em 2010 não venha para cá. Certamente a corrida em Interlagos ocorrerá com vocês ou sem vocês. A Fórmula 1 não vai acabar sem essa equipe e também não vai acabar sem o GP do Brasil, ou seja, a equipe Red Bull e o GP Brasileiro, são iguais, se tudo aqui é uma droga, tudo dessa equipe é igual.

sinegaglia@uol.com.br

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

ELDORADO S.A.


Por - Fábio Sinegaglia


Todo brasileiro ao nascer, junto com a cidadania ganha o gosto e o prazer pelo futebol, pois temos uma cultura extremamente futebolística e não uma cultura esportiva. Entre todos os esportes “chamado de amadores” o povo brasileiro gosta daqueles que ganham e quando ganham: caso de Ayrton Senna nos anos 80/90, Guga anos 90/00 e de esportistas que são verdadeiros abnegados e ganham uma ou outra medalha de Ouro em Olimpíadas, e nestas conquistas surgem as “febres” esportistas. A febre passa a vida continua a voltamos ao futebol. Até porque que quem perde é achincalhado por tudo e por todos.

Mas de uma hora para outra o Brasil virou o Eldorado do esporte, vamos realizar a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada no Rio de Janeiro em 2016. Um verdadeiro espetáculo esportivo dentro do Brasil. E ai a grande afirmação: QUE MARAVILHA !!!! Pois bem, eu digo QUE PORCARIA!!!!!!!!!!

O Brasil tem muitas outras coisas para se preocupar antes de sediar eventos esportivos globais, temos que nos preocupar com educação, saúde, segurança e outras coisas para o povo brasileiro, esse povo tão sofrido que paga imposto de forma galopante e tem em troca desse imposto pago absolutamente nada – não temos boa educação, não temos saúde pública digna e segurança é um sonho para o Século XXII.

Acho que as atuais discussões que permeiam a Copa do Mundo de 2014 (que infelizmente será no Brasil) já estão sendo bastante claras do que será feito com o dinheiro público, o nosso dinheiro que nos é tirado em forma de imposto será gasto para ajudar empresas privadas (clubes de futebol) a construir e reformar estádios, e não será pouco dinheiro não, serão milhões e milhões de Dólares. E o mesmo deve ocorrer nos próximos anos quando o assunto for Rio 2016.

Em 2007 o Rio de Janeiro organizou e foi sede do Pan, muito se falou que o Pan seria um legado para o esporte brasileiro, um dos significados da palavra legado é (o que é transmitido às gerações que se seguem) e esse era o sentido da palavra em questão, e infelizmente o termo legado foi trocado por largado, pois tudo que foi construído no Rio para a competição de 2007 está sendo consumida pelo tempo, e o pior para a sociedade carioca e brasileira, não teve acesso aos locais de competição para a pratica de esporte para ai sim seria feito um legado. E tudo será reconstruído para 2016, ou seja, para usar a mesma coisa duas vezes em nove anos, tudo será feito e refeito.

Um País melhor no esporte se faz com educação e com investimentos em atletas desde a categoria de base, aos sete anos, até o final da carreira. E infelizmente nunca vimos isso no Brasil, ser o novo Eldorado do esporte mundial é oferecer condições dignas para atletas treinarem, e não, ter que assistir os principais atletas brasileiros saírem para o exterior em busca de infra-estrutura de treinamento. Portanto o Brasil vai se maquiar para 2016 e depois em cada Olimpíada ganharemos meia dúzia de medalhas e assistiremos as potências Olímpicas ganharem centenas delas.

sinegaglia@uol.com.br

domingo, 4 de outubro de 2009

Palmeiras Campeão!


O Palmeiras conseguiu uma bela vitória diante do Santos na Vila Belmiro, o Peixe até começou um pouco melhor o jogo em relação à última partida, abriu o placar no início do segundo tempo, gol marcado por Luizinho. Porém, mais uma vez todo o sistema defensivo do Santos deixou a desejar e permitiu a virada palmeirense comandada por Diego Souza em poucos minutos.


Isso prova novamente que a diretoria do Santos não pode continuar enganando o torcedor, o Peixe neste momento da competição briga para fugir do rebaixamento e não por uma vaga na Libertadores de 2010. O Santos tem um time medíocre e o torcedor já terá muito o que comemorar, se na próxima temporada, o clube não disputar a segunda divisão.

Já o Palmeiras está cada vez mais próximo do título do Brasileirão, a vantagem de cinco pontos para o São Paulo continua. As duas próximas rodadas serão muito importantes, até porque, nestes jogos o excelente Muricy Ramalho, não vai poder contar com o meia Diego Souza, que tem feito a diferença nos jogos.

Caso a vantagem de cinco pontos permaneça até o termino das duas próximas rodadas, o torcedor palmeirense já pode comemorar mais um título de campeão Brasileiro.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Sediar olimpíada ou formar atleta – O que é mais importante?


O Comitê Olímpico internacional anunciou na tarde desta sexta-feira, 2, o Brasil como País sede da Olimpíada de 2016. Festa para os brasileiros, principalmente na cidade do Rio de Janeiro, palco escolhido para sediar os jogos, afinal pela primeira vez, o Brasil tem a oportunidade de organizar o evento olímpico mais importante do mundo.

Evidentemente que os políticos envolvidos e até mesmo os torcedores brasileiros estão entusiasmados por este momento nobre. No entanto, vale destacar que atualmente o Brasil não tem um projeto olímpico. Não só por conta da estrutura para receber os jogos que ainda não existe, mas principalmente pela falta de uma política de massificação do esporte.

Temos exemplos muito claros, como o péssimo resultado obtido pelo Brasil nos jogos olímpicos de Pequim. É importante para um país receber uma olimpíada? É claro que sim. De cara, o BNDS deve deixar a disposição do Brasil para organizar o evento a quantia de 11 bilhões de reais e com esse investimento o Rio de Janeiro vai contar com muitos equipamentos esportivos que a cidade carece.

Mas vale lembrar, que para realização dos jogos Pan-Americanos no Rio, foi feito um investimento de mais de 4 bilhões de reais. E o que observamos na ocasião foi uma irresponsabilidade tremenda com o dinheiro público. Sem contar que os equipamentos montados se encontram sucateados, como a pista de atletismo do Engenhão.

Sem dúvida, seria muito mais saudável para o Brasil, transformar todo esse investimento aplicado para que o país receba a olimpíada em 2016, na construção de centros de excelência com o objetivo de formar atleta. Só com os 11 bilhões que o BNDS deve investir, poderíamos passar por uma reestruturação esportiva no país inteiro.

Teríamos condições de construir em todas as cidades brasileiras os mais modernos equipamentos esportivos. Desta forma, acabaríamos de vez com o sofrimento dos nossos atletas que não recebem nenhum tipo de apoio durante a preparação para uma olimpíada. E talvez em 2016, já teríamos um bom reflexo de todo esse trabalho executado. Transformando o Brasil em um país olímpico, tendo ainda a oportunidade de brigar por diversas medalhas.

O que adianta realizarmos uma festa bonita durante um mês e continuarmos desprestigiando os nossos atletas. O Brasil precisa urgentemente de um projeto olímpico de verdade, que apóie e formem atletas. Só investir na construção de equipamentos no Rio de Janeiro, para que o Brasil receba os jogos olímpicos, sem pensar nos centros de excelência em todo o Brasil não vai mudar a realidade olímpica que o nosso país atravessa.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O time da Fé continua vivo!


O São Paulo vivenciou na noite da última quarta-feira, a Batalha dos Aflitos no jogo diante do Náutico. O Tricolor não começou bem, o time de Recife dominou amplamente o primeiro tempo e praticamente não ofereceu chances ao São Paulo que ainda teve dois jogadores expulsos.

Mas na segunda etapa, o time da FÉ que não desiste nunca, mostrou raça, determinação e alma de equipe vencedora. Superando as adversidades apresentadas na partida, o Tricolor obteve uma emocionante vitória, provando que continua vivo na disputa pelo título do Brasileirão.

Sem dúvida, são mais que três pontos, é uma vitória que psicologicamente vai fortalecer muito o grupo do São Paulo para a seqüência da competição, por tudo que envolveu a partida e pelo histórico do Tricolor no campeonato, significa que o único time que pode roubar o lugar do Palmeiras na ponta da tabela é o São Paulo.

domingo, 27 de setembro de 2009

Hernanes: O único detalhe que pode impedir o título do Palmeiras

Terminou mais uma emocionante rodada do campeonato Brasileiro, novamente o grande beneficiado foi o Palmeiras, que conseguiu uma vitória importante diante do Atlético PR no Palestra Itália, contando com os tropeços de São Paulo e Internacional. Com muita água no Beira Rio, o Colorado empatou com o Flamengo, no Morumbi o São Paulo também ficou no empate frente o Corinthians.

Desta forma, o Palmeiras abriu cinco pontos de Goiás, São Paulo e seis do Internacional. Faltam 13 rodadas para o fim do Brasileirão, isso significa 39 pontos em disputa. Fica claro que matematicamente a briga está restrita entre os cinco primeiros colocados. Porém, o Palmeiras está muito bem, o time tem conseguido resultados memoráveis e será muito difícil o Verdão ser ultrapassado, principalmente por conta da irregularidade dos adversários.

Assim, o Palmeiras tem tudo para ser o campeão Brasileiro de 2009!

Acredito que apenas um detalhe pode mudar essa história e o nome dele é o maestro Hernanes do São Paulo. O camisa 10 Tricolor, retornou ao time no clássico do ultimo domingo contra o Corinthians e apesar do resultado do jogo não ter sido muito agradável para os são-paulinos. Serviu para observamos a diferença da qualidade de jogo do São Paulo, quando Hernanes está em campo.

Parece que o tempo que ele ficou em recuperação de cirurgia foi bom, Hernanes ditou o ritmo de jogo do São Paulo, todas as bolas passaram pelos seus pés e nenhum jogador do Corinthians foi capaz de parar o camisa 10, que passava com extrema facilidade pelos seus marcadores.

Caso Hernanes mantenha essa qualidade de jogo nas próximas partidas, ele pode desequilibrar na reta final do Brasileirão. Assim, o São Paulo evoluiria muito dentro da competição, levando o Tricolor ao quarto título do campeonato de forma consecutiva. Essa é a única situação que pode tirar o título do Palmeiras nesta temporada.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Viva o Rádio

Por - Fábio Sinegaglia


Nesta semana comemoramos a Semana do Rádio, este maravilhoso meio de comunicação que completa 85 anos, sempre vivo, atualizado e vibrante na alma e no coração dos ouvintes e amantes. A descoberta do rádio brasileiro se deu pelo padre e cientista gaúcho Roberto Landell Moura, que realizou a primeira transmissão de palavra falada sem fios através de ondas eletromagnéticas, no início das transmissões ouvia-se ópera com discos emprestados dos próprios ouvintes, recitais de poesias, concertos, palestras culturais e outras atrações, oriundas de muito esforço pessoal e de um amor incondicional dos pioneiros da radiodifusão brasileira.

Durante esses 85 anos, o esporte, ganhou um enorme espaço na programação do rádio brasileiro, poderíamos definir rádio esportivo como sendo: toda a transmissão (in loco ou não) de um evento esportivo de qualquer modalidade realizada por uma equipe de profissionais especializada no assunto, sendo esta equipe geralmente formada por um locutor, um comentarista e um ou mais repórteres, ou ainda, programas esportivos apresentados de estúdio.

Mas certamente essa é uma forma muito acadêmica de qualificar o rádio, por isso, prefiro a definição dada por Luiz Fernando Veríssimo: “Quem, como eu, me criei ouvindo aqueles artistas da emoção que irradiavam os jogos, nunca podem aceitar outro estilo de narrar que não fosse o dramático latino. Lembro que na primeira vez em que fui ver um jogo até me decepcionei um pouco. Futebol no campo era emocionante, mas não tanto como no rádio.

Mas nunca perdi a impressão de que quem não transmitir o futebol como um locutor brasileiro, de certa forma o estava traindo. Era inadmissível, por exemplo, que o grito de ‘gol ’ tivesse um só ó”

O rádio esportivo foi se desenvolvendo ao longo dos anos, as transmissões esportivas começaram do início da década de 30, com dois nomes em destaque: Nicolau Tuma e Antônio Pedro Tota. Tuma foi certamente o primeiro gênio da locução esportiva, e até recebeu o apelido de Speaker (nome dado aos locutores de antigamente) Metralhadora pela sua maneira de transmitir. Tuma chegava a falar mais de 250 palavras por minuto e ao fazer uma transmissão.

Em 1938, por ocasião da Copa do mundo de Futebol disputada na França, Gagliano Neto recebeu exclusivamente para a transmissão, ganhando fama por este trabalho, sendo assim a primeira transmissão de Copa do Mundo do Rádio Brasileiro.

Posteriormente o compositor e narrador Ary Barroso, o Speaker da gaitinha, recebeu este nome porque quando ocorria um gol no jogo em que estava narrando ele assoprava uma gaitinha. Esta idéia surgiu porque na época não havia cabines de transmissão e, num jogo que ele ouviu em sua casa, ao terminar a partida, tinha certeza de um resultado e, no outro dia ao ler o jornal ele se surpreendeu com outro placar, diferente daquele que ele ouviu durante a transmissão da partida.

Foi então que verificou a necessidade em ter um som diferenciado para mostrar que havia ocorrido um gol. Foi desta gaitinha de Ary Barroso que se originou nos dias de hoje as vinhetas para serem colocadas no ar quando ocorre um gol, ou ainda, cada locutor criou sua maneira de narrá-los.

Os locutores acima citados podem ser considerados os pioneiros do rádio, mas não podemos deixar de citar outros nomes que fizeram e fazem o rádio esportivo: Podemos listar nomes como Pedro Luiz Paolollo, Edson Leite, Oduvaldo Cozzi, Jorge Cury, Geraldo José de Almeira, José Carlos de Araújo (o “Garotinho”), Osmar Santos, Fiori Giglioti, Joseval Peixoto, José Silvério, Geraldo Tassinari, Luciano do Valle, Silvio Luiz, Nilson Cesar, e Edér Luiz como os mais perfeitos e vibrantes locutores esportivos destes 85 anos de rádio, tornando as narrações esportivas uma das grandes atrações do rádio.

sinegaglia@uol.com.br

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Palmeiras teve ajuda da arbitragem para vencer o Cruzeiro


O Palmeiras conquistou uma vitoria importante na noite da última quarta-feira, 23, no Mineirão diante do Cruzeiro, 2x1 e de virada.


Desta forma, o Verdão assume de forma isolada a liderança do campeonato Brasileiro. Porém, o resultado não corresponde à realidade, o Cruzeiro jogou um futebol melhor, no entanto, não soube aproveitar as oportunidades e a péssima arbitragem influenciou sim no marcador.

Evandro Rogério Roman foi desastroso durante a partida, deixou de marcar três pênaltis para o Cruzeiro. E não foram penalidades difíceis de serem marcadas, pelo contrario, lances claríssimos.


Em outras épocas diríamos que o resultado teria sido fabricado.

sábado, 19 de setembro de 2009

O Frustrante Internacional

No início da temporada o Internacional foi eleito por todos como o principal time do futebol brasileiro. Afinal, a diretoria do Colorado montou uma verdadeira constelação, um elenco muito forte que contava até então com Nilmar, D’Alessandro, Kleber, Taisson, Andrezinho, entre outros. Porém, o Inter, que começou bem o campeonato Brasileiro, decepcionou na Copa do Brasil.

Evidentemente que perder a final de um campeonato para o Corinthians não é nenhum demérito. Pelo contrario, o Timão tinha um ótimo time, no entanto, a maneira que o Internacional caiu diante do Corinthians foi vexatória. Uma equipe totalmente fragilizada psicologicamente e sem poder de reação.

Nilmar foi negociado com o futebol do exterior como já era previsto, sempre muito competente nas contratações, a diretoria do Colorado reforçou bem o time, com as chegadas de Edu e Alan Kardec para o ataque.

Mas, o filme se repete no Beira Rio, quando o time precisa entrar em campo para decidir, conquistar uma vitória para assim assumir a ponta da competição, a equipe não consegue jogar.

Foi desta forma contra o Cruzeiro dentro de casa e mais uma vez, quando o torcedor do Internacional imaginava que acordaria na segunda-feira, líder do Brasileirão, o Colorado novamente, perde a oportunidade, com a derrota sofrida para o Vitória no Barradão.

É claro que não é nenhuma tragédia perder para o Vitória no Barradão, poucas equipes conseguem pontos lá. No entanto, um time que busca o título, não pode sair de Salvador sem conquistar pelo menos um pontinho.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

“Quando as comadres brigam as verdades aparecem”

Por - Fábio Sinegaglia


Em algumas cidades do interior do Estado de São Paulo a frase “Quando as comadres brigam as verdades aparecem” é usada diariamente nas conversas nas praças, bares, esquinas, entre outros, mas uma vez a voz do povo foi sábia, neste caso a briga foi entre comadres poderosas: de um lado a comadre Flávio Briatore (dono de uma arrogância sem tamanho) e do outro lado a Família Piquet (Piquet pai - dono de muito dinheiro e Piquet Junior - carente de talento).

Tudo começou no dia 28 de setembro do ano passado, em Cingapura, quando Nelsinho Piquet, piloto da Renault, teria recebido uma ordem do chefe Flávio Briatore para bater e provocar uma bandeira amarela, o que beneficiaria Fernando Alonso (o outro piloto da equipe francesa), pois bem, a batida ocorreu e a bandeira amarela também e o final da história é que o espanhol triunfou no GP de Cingapura do ano passado.

Pois bem, a estória se manteve em sigilo por quase um ano, porém no começo do mês de Setembro deste ano, o plano mirabolante se tornou conhecido da imprensa internacional e conseqüentemente o fato ganhou espaço no mundo todo. E assim as questões são as a seguintes: Quem é o culpado? Quem errou? E agora? As respostas para essas perguntas são: Todos erraram, todos são culpados! Quanto à terceira pergunta: (E agora?), eu particularmente gostaria de ver todos os envolvidos bem longe do esporte.

O primeiro ponto que surgiu depois de todo o fato noticiado foi uma comparação entre as facilitações que o Rubinho fazia para o Michael na Ferrari e o fato ocorrido no GP da Cingapura com o Nelsinho. Uma coisa não tem nada haver com a outra, pois o Rubinho só prejudicou ele mesmo, já o Nelsinho mudou a história da Fórmula 1 em 2008, pois se não fosse aquela bandeira amarela provavelmente o Hamilton não terminaria a prova em terceiro lugar, ou seja, marcaria menos pontos naquela corrida e não seria campeão por um ponto.

O segundo ponto é para onde vão os envolvidos: Briatore deixou nesta quarta feira (16 de Setembro) o comando da equipe francesa e disse "Eu estou apenas tentando salvar time", já Nelsinho Piquet só contou toda a história apenas depois que foi mandado embora da equipe devido aos seus péssimos resultados na Fórmula 1 deste 2008.

Nelsinho em declaração entregue à FIA essa semana afirmou que só bateu pois estava "mentalmente frágil", essa é uma das desculpas mais sem pé nem cabeça da história do esporte, até porque por trás do Nelsinho sempre esteve seu pai, um das pessoas mais experientes do mundo da Fórmula 1.

Por isso a declaração não se justifica. Por hora todos estão sem lugares na Fórmula 1 e que assim seja por muito tempo. Esse tipo de atitude não merece lugar em esporte algum. O mais curioso nessa confusão toda é que o Nelsão sempre falou e criticou muito o Rubinho em relação a submissão dele com relação a Ferrari e ao Shumi, e agora olha o filhote dele.

Esse é mais um fato que deixa uma enorme mancha na história da categoria, mas felizmente temos quatro emocionantes Grandes Prêmios até o final desta temporada e por que não acreditar em um título do Rubinho, e se esse título vier será um grande “ Cala Boca “ em muita gente, inclusive na Família Piquet, pois sempre foram críticos severos ao trabalho do Rubinho.

sinegaglia@uol.com.br

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Barueri pode perder principal patrocinador!

Por - Adriano Zini


Enquanto dentro de campo o Barueri vem superando suas expectativas, fora dele não podemos falar o mesmo. Um dos principais patrocinadores da equipe deve suspender seu apoio ao time.

Mesmo sem ter estampado sua marca na camisa, a operadora de plano de saúde AMIL é uma das maiores parceiras da equipe barueriense. O motivo do rompimento seria o mesmo que está gerando o descontentamento da Prefeitura local: a transformação do Grêmio Barueri em uma Ltda.

Lembrando que tudo isso começou quando o MP pediu a desvinculação total do time ‘Barueri’ do Poder Público Municipal. Em uma nota oficial a imprensa (http://www.futebolinterior.com.br/news.php?id_news=89903) o então Presidente Walter Jorqueira Sanches, disse que havia transformado a ONG Grêmio Barueri, do futebol profissional, em Grêmio Barueri Ltda, acatando orientação do Tribunal de Contas do Estado e do próprio Ministério Público.

Por outro lado, o prefeito Rubens Furlan queria que ao invés de uma empresa, o Grêmio se transformasse num clube, com associados, conselheiros e um estatuto.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Atlético MG pode conquistar vaga na Libertadores

Mesmo quando o Atlético MG liderava o campeonato Brasileiro de forma isolada, sempre tive muitas dúvidas do potencial do time. O Galo tem uma equipe formada por jogadores que não deram certo em outros clubes, um exemplo são os atacantes Éder Luiz e Diego Tardelli, dois atletas com passagens pelo São Paulo, mas que nunca completaram uma temporada no time principal, porém, no Atlético os dois têm realizado bons jogos.

A equipe deixou a liderança do Brasileirão, perdeu algumas partidas, no entanto, o Galo conquistou pontos importantes nas últimas rodadas, que coloca o Atlético na quarta colocação da competição.

Com os tropeços dos adversários, a queda de produção do Goiás, que perdeu pontos preciosos nos últimos jogos e principalmente pela contratação do experiente meia Ricardinho ex- Corinthians, Santos e São Paulo, acredito que o Galo vai brigar com grandes possibilidades de ficar com a quarta colocação do campeoanato Brasileiro, garantindo assim uma vaga para a disputa da Copa Libertadores da América em 2010.

Méritos para o técnico Celso Hoth, que durante a sua carreira sempre foi taxado de técnico que começa bem e perde fôlego no final do campeonato. Mas na minha visão isso não se deve a incompetência do treinador e sim dos elencos que ele dirigiu. Celso Hoth nunca teve a oportunidade de comandar uma equipe com várias estrelas, pelo contrario sempre comandou equipes de médio para baixo.

O próprio Atlético MG é um exemplo, um time com muitas limitações, mas que o técnico do Galo conseguiu oferecer um sistema de jogo que deixou o time consistente. E após anos e anos sempre lutando para não cair, finalmente os atleticanos poderão ao termino da competição comemorar não a permanência na primeira divisão, mas quem sabe a conquista de uma vaga na Libertadores.

domingo, 13 de setembro de 2009

Viva os pontos corridos

A última rodada do campeonato Brasileiro foi fenomenal para o São Paulo. No sábado, o Tricolor fez a sua parte, apesar dos desfalques de André Dias, Richarlysson e Hernanes, a equipe venceu o Avaí no Morumbi, mostrando assim a força do elenco e no domingo os adversários contribuíram.

O Palmeiras mostrou a fragilidade que tem no elenco, com as ausências de Pierri, Diego Souza e Mauricio Ramos, o Verdão caiu diante do Vitória dentro do Barradão. Já o Internacional mais uma vez provou que na hora que o time precisa jogar para decidir, a equipe não tem uma boa reação, perder atuando no Beira Rio nesta altura da competição é algo que pode resultar em um prejuízo mortal.

Quem agradece é o São Paulo, afinal além de somar três pontos na classificação, os três pontos somados por Vitória e Cruzeiro foram maravilhosos para o Tricolor, que na realidade conquistou nove pontos na rodada, ficando agora apenas um ponto de desvantagem do líder Palmeiras.

É bom lembrar que na próxima rodada o São Paulo joga contra o Santo André em Ribeirão Preto, o Internacional enfrenta o Vitória no Barradão e o Palmeiras joga diante do Cruzeiro no Mineirão. Partidas decisivas e emocionantes do excepcional campeonato Brasileiro e ainda criticam a formula de disputa da competição nacional, viva os pontos corridos!

sábado, 12 de setembro de 2009

Homenagem justa!



Ao entrar no gramado do estádio do Morumbi na noite do último sábado, para o jogo entre São Paulo e Avaí, o ex-jogador do Tricolor, atualmente técnico do time de Santa Catarina, foi presenteado com a camisa 8 do São Paulo, entregue a ele pelo vice-presidente de Futebol, Carlos Augusto de Barros e Silva, pelo diretor de futebol, João Paulo de Jesus Lopes e pelo superintendente de futebol, Marco Aurélio Cunha. Aplaudido pelos torcedores do São Paulo, Silas ficou emocionado com a homenagem.

Sem dúvida, uma homenagem justa para um jogador que brilhou durante tanto tempo no tricolor conquistando títulos importantes. Que essa mesma atitude se repita futuramente com outros craques do passado e que os demais clubes do futebol brasileiro também sigam esse exemplo.

Preservando e enaltecendo os ídolos que ficaram marcados no coração de tantos torcedores.

Paulo Silas de Prado Pereira

Apelido: Silas

Jogos disputados pelo SPFC: 98

Ano de entrada no clube: 15/06/85

Data de saída: 03/05/88

Gols marcados no SPFC: 20

Data de nascimento: 27/08/65, em Campinas.

Títulos conquistados no SPFC: Campeão Paulista de 85 e 87 e campeão brasileiro de 86.

Outros clubes em que atuou: Benfica, Inter-RS e San Lorenzo de Almagro (depois do SPFC).

Jogador revelado nas divisões menores apareceu no time principal em 85, quando o técnico Cilinho deu chances a vários garotos e montou o quadro conhecido como "Menudos de Cilinho". Silas formou o trio dos Menudos mais famosos, ao lado de Muller e do ponta-esquerda Sidney. Silas atuou na Seleção nas Copas de 86 e 90.

Fernandinho é do Barueri!



Por - Adriano Zini


Sem contrato com o Gremio Barueri desde agosto, o atacante Fernandinho parece que já definiu seu futuro. Um dos destaques do Brasileirão deste ano deve retornar aos gramados pelo próprio Barueri, que negociou o atacante com a Traffic por uma boa quantia.

O detalhe da negociação é que sem poder se transferir para o exterior ou defender outro clube da série A até dezembro, Fernandinho voltaria a defender a camisa da equipe barueriense, pelo menos até o fim do ano.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Passaporte Carimbado

Por - Fábio Sinegaglia


Com a vitória do Brasil sobre a Argentina, por 3 a 1, no último sábado a Seleção Brasileira de Futebol confirmou a sua participação no Mundial da África do Sul em 2010, assim sendo a escrita continua: “O Brasil é o único País do Mundo a participar de todas as Copas (1930 – 2010)” totalizando 19 mundiais.

Certamente quando o assunto é Copa do Mundo o Brasil é o maior de todos. Além do recorde de títulos, temos muitos outros atributos que nos colocam em uma posição de honra e destaque. Nas 18 Copas do Mundo já realizadas o Brasil atuou em 92 partidas; venceu 64, empatou 14 e perdeu 14, em todos esses jogos marcou 201 gols e sofreu 84. Assim tem um saldo positivo de 117 gols.

Dunga e seus comandados iram para a Copa de 2010 com a responsabilidade de ampliar a vantagem brasileira em Copas do Mundo e fundamentalmente voltar do Mundial em Julho do ano que vêm com o tão esperado hexa na bagagem.

É inegável que o trabalho da dupla Dunga e Jorginho, surpreendeu a muitos, com bons resultados e conquistas fantásticas. Porém o maior desafio da dupla nestes 11 meses que nos separam da Copa do Mundo é isolar os jogadores deste favoritismo absoluto que permeia a Seleção.

Pois já vimos ótimas Seleções Brasileiras irem para Copas do Mundo e se perderem em soberba e o resultado ser negativo, para refrescar a nossa memória basta lembrar a Copa do Mundo da Alemanha em 2006, quando o título parecia certo na mente dos jogadores e da comissão técnica e o resultado foi apenas o quinto lugar.

Passada a classificação para a Copa de 2010, ocorrida em Rosário, no último sábado, a Seleção Brasileira voltou para ao Brasil e venceu o Chile, por 4 a 2, na Bahia, e após a partida contra os chilenos Dunga declarou “o jogo teria sido melhor se não fosse o árbitro, a torcida e a imprensa”.

Pois bem, o árbitro vai a campo para marcar o que ele vê e não o que o técnico acha, a torcida é a mesma que se o Brasil ganhar a Copa vai vibrar, o torcedor vive de paixão e treinador é profissional, por isso, não deve nunca responder com palavras e ofensas e sim com resultados e finalmente a imprensa aponta falhas e problemas, e infelizmente algumas vezes alguns profissionais não aceitam o confronto de idéias.

Mas pode ter certeza se o Brasil for campeão do Mundo em 2010, Dunga dirá “A arbitragem mundial vive um grande momento, o povo brasileiro é maravilhoso e a imprensa faz o papel dela”.

As eliminatórias da Copa do Mundo já está em sua fase final, faltando poucos jogos já dá para ariscar os 32 classificados para a Copa do Mundo: África do Sul, Gana, Camarões, Tunísia, Argélia, Costa do Marfin, Austrália, Coréia do Norte, Coréia do Sul, Japão, Nova Zelândia, Brasil, Paraguai, Chile, Colômbia, Argentina, Holanda, Dinamarca, Suécia, Suíça, Irlanda, Eslováquia, Alemanha, Rússia, Espanha, Inglaterra, Croácia, Sérvia, Itália, Honduras, EUA e México.

sinegaglia@uol.com.br

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Rainha Marta deu show na sua apresentação, mas assessoria de imprensa do Santos novamente atrapalhou

Emocionante a apresentação oficial da rainha Marta, no Santos, o evento ocorreu no início da tarde desta quinta-feira, na Vila Belmiro. A jogadora não conteve as lágrimas e agradeceu a iniciativa do presidente do Peixe Marcelo Teixeira, por acreditar no futebol feminino. Ao lado de Cristiane, Marta chega para a disputa da primeira Copa Libertadores da América feminina e também da Copa do Brasil.

Parabéns para a diretoria do Santos que está prestando um grande serviço ao esporte brasileiro. Que outros clubes fortes do nosso futebol sigam esse exemplo e incentive a pratica do futebol feminino no Brasil.

Porém, mais uma vez a assessoria de imprensa do Santos atrapalhou o trabalho dos jornalistas que estavam trabalhando na cobertura. A assessoria do clube decidiu que apenas 10 repórteres fariam perguntas e o critério utilizado foi sorteio. Um tremendo absurdo mais de 30 jornalistas estavam presentes e ao invés de contribuir com o trabalho da imprensa, a assessoria do Peixe prejudicou todo um trabalho.

Hoje era o dia para o Santos explorar todos os veículos de comunicação para a divulgação do futebol feminino e não conter o trabalho. O futebol feminino tem pouco espaço na mídia e por isso todos os momentos devem ser aproveitados.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Nilmar e Luis Fabiano, dupla perfeita para Copa do Mundo

Já classificada para a Copa do Mundo na África em 2010, a Seleção Brasileira não teve dificuldades para vencer o Chile na última quarta-feira, em Salvador. Apesar do jogo de festa, a partida serviu para observamos que o melhor parceiro para Luis Fabiano no ataque do Brasil neste momento não é o Robinho e sim Nilmar.

Primeiro pelo futebol ruim que Robinho tem apresentado nas últimas partidas com a camisa da Seleção e principalmente pelo momento maravilhoso que vive o atacante Nilmar, autor de três gols na vitoria diante dos chilenos.

Ao contrario da Copa de 2006, oportunidade em que Ronaldo e Adriano formaram a dupla de ataque do Brasil, o que não deu certo pelas características dos atletas serem as mesmas, Luis Fabiano e Nilmar se assemelham genialmente apenas nas finalizações das jogadas.

Dois perfeitos goleadores, porém, Luis Fabiano é um centro- avante que briga muito com os zagueiros, executando muito bem o trabalho de prender a bola no ataque. Já Nilmar, é rápido, tem habilidade, cai pelos lados do campo, oferecendo alternativas para os jogadores de meio, uma dupla que se completa.

A cada dia fico mais convicto que atualmente a dupla ideal para o ataque do Brasil na Copa de 2010, tem que contar com Nilmar e Luis Fabiano.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Corinthians pode acertar empréstimo de Edno na quinta-feira

A diretoria do Corinthians está próxima de acertar a contratação do meia atacante Edno da Portuguesa. Os dirigentes do Timão fizeram uma proposta oficial pelo empréstimo do jogador até o fim da Copa Libertadores da América de 2010 e até quinta-feira, o negócio pode ser fechado.

O empresário do jogador tem até o dia 10, para tentar uma transferência do atleta para o exterior, caso não obtenha sucesso Edno vai vestir a camisa do Corinthians, já que entre as propostas feitas pelos clubes brasileiros, a do Timão foi a que mais agradou os dirigentes da Lusa.

O Corinthians fez uma oferta financeira, no entanto, também não está descartada envolver na negociação alguns jogadores e a diretoria de futebol do Timão, aguarda apenas uma resposta da Portuguesa para anunciar oficialmente a contratação de Edno. Sem dúvida, será um grande reforço para o técnico Mano Menezes, que aos poucos está remontando a sua equipe.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A diferença do Internacional nos pontos corridos

No início da temporada todos apontavam o Internacional como o principal time do futebol brasileiro. Afinal, a diretoria do Colorado montou um elenco muito forte que contava até então com Nilmar, D’Alessandro, Kleber, Taisson, Andrezinho, entre outros. Porém, o Inter que começou bem o campeonato Brasileiro, decepcionou na Copa do Brasil.

Evidentemente que perder a final de um campeonato para o Corinthians não é nenhum demérito. Pelo contrario, o Timão tinha um ótimo time, no entanto, a maneira que o Internacional caiu diante do Corinthians foi vexatória. Uma equipe totalmente fragilizada psicologicamente e sem poder de reação.

Mas no campeonato Brasileiro, sem a pressão de disputar um confronto de 180 minutos o time está reagindo bem e tem conquistado pontos importantes. Acredito que no Brasileirão o Internacional poderá enfim mostrar toda sua força, ao lado do São Paulo, é a equipe que mais tem peças de reposição no banco e sem dúvida é um forte candidato ao título.

domingo, 6 de setembro de 2009

Argentina desesperada


O Brasil não tomou conhecimento da Argentina e atuando em Rosário, casa dos argentinos, a seleção Brasileira não teve dificuldades para garantir mais três pontos nas Eliminatórias Sul-Americanas, carimbando o passaporte para a Copa do Mundo da África em 2010. Porém, o mais preocupante na Argentina não é a classificação da seleção nas eliminatórias, mas sim a qualidade de jogo.

Pela classificação, é evidente que a possibilidade de chegar a Copa do Mundo é muito clara. Mas o futebol que a Argentina apresentou contra a seleção brasileira é digno de pena, uma equipe desesperada em campo, sem um posicionamento tático adequado e no banco um técnico que parece não saber o que fazer para resolver os problemas do time.

A cada dia fico mais convencido que Diego Armando Maradona, um ídolo da torcida argentina não deveria ter aceitado ser o técnico da Argentina, sua imagem de Deus perante os argentinos está sendo arranhado e ele pode se transformar no grande vilão de uma possível não classificação para a Copa do Mundo.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Seleções fortes clubes fracos

Enquanto as seleções brasileiras de futebol e vôlei estão cada vez mais fortes, atraindo novos investidores, os clubes estão perdendo força, tornando-se verdadeiros reféns das seleções. No futebol temos vários exemplos, o meia Paulo Henrique Ganço, foi convocado para representar a seleção Brasileira sub-20 no mundial da categoria, desfalcando o Peixe nas próximas sete rodadas do campeonato Brasileiro.

Prejuízo para o Santos, que ainda sonha com uma vaga para a disputa da Copa Libertadores em 2010. Correndo o risco do jogador sofrer uma lesão,ficando assim com todo o prejuízo, já que a CBF não faz nenhum tipo de seguro aos atletas convocados.

O mesmo tem acontecido no vôlei, os dirigentes do Osasco, Rio de Janeiro e São Caetano suaram sangue para conseguir investidores que mantivesse o alto nível do voleibol brasileiro. Porém, os clubes não podem contar com suas principais estrelas porque estão servindo a seleção Brasileira com o risco de retornarem com lesões e mais uma vez os prejudicados serão os clubes que são quem paga a conta no fim do mês.

Já está mais do que na hora dos clubes de futebol e vôlei se unirem e a exemplo do que acontece na NBA, exigir que as seleções façam um seguro dos atletas que são convocados. Caso contrario, vamos continuar observando o mesmo cenário, as seleções cada vez mais poderosas e os clubes se enfraquecendo a cada temporada.

Super Clássico


Por - Fábio Sinegaglia


Na noite de sábado estarão em campo duas seleções representando o que existe de melhor no futebol mundial, em Rosário, Argentina e Brasil, além de brigar por uma vaga para o Mundial da África em 2010, escreveram mais um capitulo de uma história quase centenária, pois em quase 95 anos Brasil e Argentina fizeram jogos maravilhosos, que estão vivos na memória do torcedor.

O primeiro confronto entre essas duas Seleções ocorreu no dia 20 de Setembro de 1914, e a maior característica desses confrontos é o equilíbrio, pois em 92 partidas o Brasil venceu 36 e perdeu 33, e o que mais impressiona no atributo igualdade é que nestes 92 jogos o Brasil sofreu um gol a mais do que marcou, ou seja, marcou 145 e sofreu 146.

Além da rivalidade entre as Seleções, temos a eterna provocação dos argentinos a respeito de Maradona ser melhor do que Pelé. Dizer que Maradona é melhor do que Pelé é um grande exagero, Pelé foi o rei o futebol (o maior de todos), o título de príncipe para o Diego Maradona está muito bom, porém esse título para Diego Maradona serve apenas para as coisas que ele construiu dentro das quatro linhas que delimitam o campo de jogo, pois como treinador o argentino tem muito a fazer e apresentar.

No sábado teremos um encontro curioso entre os dois treinadores, Dunga e Maradona têm vidas semelhantes como técnicos, para simplificar, ambos ainda têm muitas coisas para demonstrar como treinador, se bem que o Dunga vêm sendo uma agradável surpresa no comando da Seleção Brasileira e acho que o Diego ainda não mostrou a que veio.

Colocada para fora todas as coisas da história e das provocações a respeito de Brasil e Argentina, temos no sábado um confronto de fundamental importância para as duas equipes, principalmente para os argentinos, que podem terminar essa rodada das eliminatórias em uma situação extremamente complicada, pois os argentinos estão atualmente na quarta posição na disputa sul-americana para a Copa do Mundo de 2010, e com dois revezes nesta rodada das eliminatórias (contra o Brasil em casa e contra o Paraguai fora) a Argentina pode ter a sua classificação para a Copa completamente complicada, já o Brasil líder das eliminatórias sul-americana só está na espera da data e do local para carimbar o seu passaporte para a África, continuando a escrita brasileira de ser a única nação a estar em todas as Copas do Mundo deste 1930.

Certamente teremos um grande jogo de futebol no sábado, a única coisa lamentável desta partida é o dia e a horário dela, pois a pressão da televisão joga este clássico do futebol mundial para um sábado às 22 horas, ou melhor, para sábado depois da novela da Globo. Até quando a Televisão vai determinar os caminhos do futebol? Certamente esse interesse da televisão vai acabar no dia que o torcedor perder a paciência nos esses horários malucos.

O produto futebol vale comercialmente muita coisa, porém a televisão está desvalorizando as coisas deste esporte, e no dia que o produto futebol não valer nada a televisão será a primeira a dar um chute no futebol e deixar todo o trabalho de reestruturação para os clubes e para as confederações nacionais. Só tem um detalhe: os Caminhos do futebol serão eternos e Caminhos das Índias terminam semana que vêm.

sinegaglia@uol.com.br

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

“ O Campeão Voltou ” !


Por - Fábio Sinegaglia

Todas as atuais discussões que permeiam o Campeonato Brasileiro, desta temporada, neste inicio do Segundo Turno tem como ponto principal da frase cantata pela torcida do São Paulo: “O Campeão Voltou”. Muito provavelmente o campeão voltará a ser campeão, até porque, neste campeonato dos vinte times que estão na disputa, treze já foram campeão Brasileiro, pelo menos uma vez, portanto a probabilidade de que um campeão volte é 65%.

Mas é claro que o que é colocado em questão pela torcida do São Paulo é o fato do time do Morumbi voltar a ser campeão depois de um inicio pífio de competição, o mau começo do São Paulo se deve ao fato do mal relacionamento entre o elenco e o ex-treinador do time Muricy Ramalho, com a demissão de Muricy o time tricolor se motivou, e reverteu a situação, e a volta do goleiro e capitão Rogério Ceni deve estimular muito o time a brigar pelo título, ou por uma vaga na Libertadores de 2010.
Neste meio de competição temos mais uma vez o Brasileirão muito equilibrado e cheio de possibilidades, tanto na briga pelo título, como na disputa por uma vaga na Taça Libertadores, e também na parte inferior da tabela para evitar a queda para a Segunda Divisão, essa disputa e interesse mostra que a fórmula do Campeonato Brasileiro, o turno e returno, implantado em 2003 é a maneira correta de se definir o campeão, podemos discutir a respeito da emoção do campeonato, mais quanto a justiça na definição do campeão é incontestável.

O que ainda é lamentável no futebol brasileiro é a falta de profissionalismo por parte dos árbitros e de seus auxiliares, essa semana foi um show de horrores para a dignidade e o futuro da função de arbitro no Brasil, pois a justiça arquivou o processo da Máfia do Apito, que mudou a história do Campeonato Brasileiro de 2005. Esse arquivamento é mais uma manobra nojenta que tange a nossa vida como brasileiros honestos e trabalhadores, pois mais uma vez quem erra e trapaceia não é punido, infelizmente isso não é novidade no Brasil.

E para “colaborar” com a arbitragem brasileira, nesta semana tivemos os senhores Péricles Bassols Cortez e Wagner Tardelli respectivamente árbitros de Palmeiras x Coritiba e Internacional x Corinthians, que simplesmente mudaram a história e o resultados de seus jogos, erros estúpidos, que determinaram as vitórias do Coritiba e do Corinthians.

Mas voltando para dentro de campo teremos deste final de Agosto até o começo de Dezembro dezoito rodadas com muitas emoções, um campeonato que deve conhecer o seu campeão apenas nas duas últimas rodadas e certamente a definição dos classificados para a Libertadores e os rebaixados para a Segunda Divisão apenas na última rodada.
Portanto se “ O Campeão Voltará ” ou não, só daqui 18 rodadas, e a dúvida continua: Qual dos treze campeões voltará, ou teremos um novo campeão.

Novo diria saudoso Luiz Fernado Bindi “O futebol é uma caixinha de surpresa” e o nosso multi-capilar Mauro Alexandre Beting complementaria “ No futebol tudo pode acontecer, o campeão será aquele que tiver mais pontos ao final da competição”.

sinegaglia@uol.com.br

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Ricardo Teixeira também precisa assumir responsabilidades


Durante o lançamento oficial do novo patrocinador da seleção brasileira, o presidente da CBF Ricardo Teixeira, concedeu uma polêmica entrevista coletiva e uma reposta do eterno presidente da Confederação Brasileira de Futebol chamou atenção.

“O que aconteceu em 2006 não mais acontecerá na seleção brasileira. Pelo time que tínhamos, aquela seleção foi uma grande decepção. Mas Weggis (cidade suíça em que o time treinou) não pode ser desculpa. Depois de lá, foram mais 20 dias de preparação na Alemanha. É muito cômodo culpar Weggis. A postura tem que ser diferente de 2006. Se vai ganhar a Copa, não sei. Mas, se errar, que seja com erros diferentes. Na formação do grupo vão entrar postura e comportamento. Só vai está ali quem quer jogar na seleção”, afirmou.

Evidentemente que o presidente está correto quando afirma que o desempenho do Brasil em 2006 foi decepcionante. Porém, o grande comandante da delegação era justamente o senhor Ricardo Teixeira, então concluímos que o principal responsável por toda a bagunça que ocorreu durante a preparação da seleção brasileira foi do presidente da CBF, que permitiu os exageros na badalação em torno do Brasil.

Ele não pode simplesmente transferir a responsabilidade para outras pessoas se eximindo de qualquer responsabilidade. Em uma empresa, por exemplo, caso um departamento não funcione a cobrança fica em torno do chefe e não dos subordinados. É muito fácil após o ocorrido ficar escolhendo culpados.

sábado, 15 de agosto de 2009

Nestlé pode estampar a marca Sollys na camisa do Osasco

Por - Luís Marcelo Bigatto

Na última sexta-feira, 14, publiquei na coluna Lance Livre no Jornal Correio Paulista, que além do patrocínio do fornecimento de material esportivo da Olimpikus já anunciado, a equipe adulta de vôlei feminino do Osasco, poderia receber também o investimento da Nestlé, como grande patrocinadora do time de estrelas que foi montado para a temporada. Informação repercutida por vários companheiros da imprensa de São Paulo e que não agradou muitos dentro do clube, afirmando que o vazamento da notícia pode prejudicar as negociações.

Evidentemente que isso realmente de fato pode acontecer, porém, o meu compromisso é com o leitor, o ouvinte e os internautas que tem prestigiado de uma forma excepcional o trabalho desenvolvido na rádio 105 FM, líder de audiência no esporte em São Paulo, Jornal Correio Paulista, TV Clic e no site www.marcelobigatto.com.br.

A nossa função é informar da melhor maneira possível e por mais que tenha um carinho especial pelo clube que vi nascer, não vou deixar de veicular as informações.

De acordo com o Blog Máquina do Esporte, do companheiro Erich Beting, o produto que a Nestlé vai estampar na camisa do Osasco é a marca de produtos soja Sollys.

Segundo o Blog, o mais curioso é que a entrada da Sollys no vôlei feminino acontece como um contra-ataque a um rival direto. Atual campeão da Superliga, o Rexona Ades mudou o nome para Unilever, marca que engloba as duas subsidiárias. Portanto, enquanto uma marca de produtos de soja deixa a modalidade, outra entra.

O anúncio oficial do patrocínio do Osasco será feito depois do término da participação da seleção brasileira no Grand Prix - a decisão está marcada para o dia 23 de agosto. Só então é que serão anunciados os detalhes da parceria.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Brasileirão – Cada macaco em seu galho

Por - Fábio Sinegaglia

No próximo final de semana os times do Estado de São Paulo enceram as suas participações no primeiro turno do Campeonato Brasileiro desta temporada, claro que ser campeão do turno não tem valor prático nenhum, porém o final do turno pode ser um bom indício de onde cada time pode chegar. Vale lembrar que o Estado de São Paulo tem seis equipes na primeira divisão do campeonato na atual temporada, ou seja, 30% das equipes são paulistas. Essas seis equipes podem ser classificadas, em função de suas ambições em quatro classes distintas.

Na primeira classe estão Palmeiras e São Paulo, ambos os times tem reais condições de ser campeão brasileiro deste ano. Sendo o Palmeiras o campeão esse será o quinto título de sua história, caso o São Paulo seja o melhor do campeonato, isso de dará pela sexta vez, com quatro dessas conquistas consecutivas.

Ambos os times têm a obrigação de chegar na Copa Libertadores da América de 2010, vejo o Palmeiras com um pouco mais de condições do que o São Paulo para obter o título, porém faltam vinte jogos ainda e muita coisa pode acontecer, mas os jogadores do time de Parque Antártica me parecem felizes ao entrar em campo, um time que soube muito bem receber o técnico Muricy Ramalho, que logo no inicio do seu trabalho ganhou a confiança do elenco e o seu perfil são-paulino logo foi esquecido.

O mesmo aconteceu com a chegada de Ricardo Gomes no São Paulo, isso e mais a provável volta de Rogério Ceni no começo do segundo turno coloca o time tricolor na briga também.

Essa minha classificação coloca em um segundo plano o Santos e o Barueri que têm pretensões menores e creio que esses dois times terão seus lugares na Copa Sul-Americana de 2010, o Santos tem Luxemburgo como o seu principal nome, o Santos tem um histórico muito curioso neste primeiro turno dos seus 24 pontos metade foi obtido em casa e a outra metade fora de seus domínios, isso pode ajudar o Santos no segundo turno, pois é raro o fator casa ser indiferente para uma equipe.

O Barueri está em um ótimo primeiro turno, e isso lhe garantirá um vaga na Copa Sul-Amerinaca de 2010 porém algo a mais do que isso, por exemplo a classificar para a Libertadores creio ser difícil.

O Santo André seria locado no terceiro nível pois o time tem que atuar muito bem no segundo turno para não voltar a Segunda Divisão em 2010, pois o time vêm de seis partidas sem vitórias no campeonato e o time está muito na dependência dos lances de bola parada de Marcelinho Carioca.

E finalmente o Corinthians, pois para a equipe de Parque São Jorge, ficar em segundo lugar no campeonato ou na décima sexta posição é a mesma coisa, pois devido o título da Copa do Brasil, o time está classificado para a Copa Libertadores de 2010 e qualquer uma das posições citadas, não dá o título para o Corinthians e lhe garante na série A em 2010.

O que começa a preocupar no Corinthians é a postura de alguns dos seus dirigentes que fazem questão de deixar claro que o futebol é um negócio e que o Ronaldo no Timão não passa de uma peça de marketing, creio isso ser perigoso, pois no ano de 2010 o time completará o seu centenário e a Fiel torcida irá cobrar de seus dirigentes motivos para a festa de seu centenário.

Acho que os quatro classificados para a Copa Libertadores da América em 2010, serão: Atlético, Inter, Palmeiras e São Paulo, coloquei os quatro times em ordem alfabética pois essa é a única forma que posso classificá-los.

sinegaglia@uol.com.br

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Carina e Camila refletem o sucesso do Finasa Esportes


O Programa Finasa Esportes tem contribuído muito socialmente com a cidade de Osasco, auxiliando na educação de milhares de jovens. Afinal, atualmente são 23 núcleos de formação e de especialistas espalhados pelo município, contemplando aproximadamente 2.000 alunas com idade entre 9 e 18 anos, nas modalidades de iniciação, vôlei e basquete.

Além da formação esportiva gratuita, o programa também fornece ao participante do projeto, uniforme completo e as alunas escolhidas para representar o Finasa/Osasco nas competições oficiais, recebem bolsa – auxilio, assistência médica completa e seguro de vida. Participantes do projeto que vieram de outras cidades também são beneficiadas com moradia e alimentação.

Porém, o sucesso do Programa Social mantido pelo grupo Bradesco não visa apenas à educação esportiva. O projeto também tem transformado o sonho de várias meninas de um dia torna-se uma atleta profissional em realidade e as irmãs Camila e Carina Jackson, refletem muito bem o propósito atingido pelo Finasa Esportes.

Com apenas 11 anos de idade, as Gêmeas começaram a participar das atividades no Núcleo de Formação do CAIC, situado no Jardim Santo Antônio e de acordo com a evolução técnica que tiveram, foram ultrapassando etapas. A armadora Camila e a ala Carina são as únicas do time juvenil de basquete do Finasa/Osasco, que deixaram o núcleo e passaram por todas as categorias de base do clube, iniciante – mini – mirim – infanto – Juvenil.

Prestes há completarem sete anos no projeto, elas estão no primeiro ano de Juvenil. Em entrevista a esta coluna, Camila Jackson expressa sua paixão pelo Basquete e revela que sonha em um dia jogar pela seleção Brasileira.

Como nasceu a paixão pelo Basquete?

Camila –
Estudava no CAIC e minhas amigas participavam do núcleo, sempre ficava para ver os treinos e tinha muita vontade de jogar também, então quando comecei a treinar não parei mais. Eu e minha irmã começamos a treinar com o professor Darcy, o que foi muito bom para nós, porque ele é um técnico super aplicado e que entendia bem do assunto.

Quando ingressou no Programa, esperava ser escolhida para jogar ou foi algo inesperado?

Camila -
Na verdade eu não entendia muito o que significava ser atleta e a grandeza do projeto, mas claro que esperava, e me deixava muito ansiosa o fato de já participar do Finasa, sempre observava na rua meninas com o uniforme e ficava me imaginando igual.

Você se inspira em alguma atleta?

Camila -
Na verdade quando eu comecei de fato entender o basquete e o que ele seria para mim, já não tínhamos muitas estrelas no Brasil, e não vi Paula e Hortência jogarem, mas claro que conheço a história delas e com certeza no Brasil são inspirações para muitos, mas o maior atleta mesmo que me espelho é o Michael Jordan.

O que significa atuar pelo time juvenil do Finasa/Osasco?

Camila -
Jogar no Finasa significa muito, comecei aqui, tudo que sei, eles me ensinaram, e depois de quase 7anos eu poder ainda estar no projeto é uma realização. Lembro que quando comecei pensava em quantos anos mais eu tinha de carreira até chegar a um juvenil. Achava um máximo, olhar as meninas e perceber que elas eram muito boas e que eu tinha muito que aprender, e isso parecia muito tempo e esse tempo passou. É nítido o crescimento que tive como pessoa e atleta.

Qual é o seu objetivo pessoal?

Camila -
Meu objetivo é me realizar como atleta sendo jogadora de adulto e com certeza poder defender a seleção brasileira, poder chegar a um auge de conhecer outros países e poder compartilhar as experiências com outras meninas, também quero muito concluir minha faculdade de psicologia e poder ampliar meus conhecimentos, não me limitando apenas ao esporte.

Para o supervisor de Basquete do Finasa/Osasco, Fernando Cezar Tessarotto, o crescimento das jogadoras é fruto do bom trabalho realizado pelo programa. “É a solidificação da filosofia de trabalho e a constatação que estamos no caminho certo. Elas passaram por todas as etapas e hoje ganharam a oportunidade de mostrarem o seu valor”, afirma.

O time juvenil tem o comando técnico da experiente Macau, que também pertence à comissão técnica da seleção Brasileira Juvenil. A treinadora que também é coordenadora técnica geral do basquetebol enaltece a meta atingida. “Nossa missão é analisar todas as participantes dos núcleos, com o objetivo de levar o número máximo de meninas para o time juvenil e é um grande orgulho ver o crescimento técnico delas”, afirma.

Macau afirma que não se utiliza do fato da semelhança das jogadoras para confundir os adversários, no entanto, admite que seja um complicador para o oponente. “Não uso como estratégia de jogo, mas o adversário tende a se confundir quando as duas estão em quadra. A Camila tem uma boa infiltração e a Carina um bom arremesso e os adversários acabam se atrapalhando na marcação”, comenta.

A treinadora prevê um futuro promissor para Camila e Carina. “Com certeza, elas tem um bom nível técnico, potencial e acredito que futuramente, vão fazer parte de algum time adulto de São Paulo”, avalia Macau.

O time juvenil de Basquete do Finasa/Osasco foi vice-campeão dos jogos regionais.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Campeonato Brasileiro –Três partes, um calendário e um buraco à vista

Por - Fábio Sinegaglia

No mês de agosto todos os olhos do campeonato brasileiro estão voltados para fora de campo, na verdade para fora do Brasil, pois a tal janela, na qual os jogadores têm a última oportunidade de deixar seus clubes está mexendo com a forma de agir das equipes com medo de uma evasão que pode ser causada devido à força do Euro e do Dollar em relação ao Real. Essa janela no meio do Campeonato Brasileiro trás a discussão a respeito da necessidade de se mudar o calendário do futebol brasileiro.

Na verdade o Brasil, por meio da CBF, tem que mudar o calendário urgentemente, pois o Campeonato Brasileiro atualmente se divide em três partes distintas, são elas: a primeira quando os times estão preocupados com o Brasileiro e ao mesmo tempo com a Libertadores e Copa do Brasil. A segunda é a fase que estamos vivendo até o final deste mês, a fase da janela, que vai até o fim de agosto, quando a preocupação é com as mudanças nos times e a parte final que é depois da janela, que ai sim é a hora da verdade.

Com relação à janela, Palmeiras e Corinthians, tiveram posturas completamente distintas, o time alve-verde garante que existe um pacto entre os patrocinadores e a diretoria para manter os atletas até o término da temporada. Já o time alve-negro perdeu seus principais jogadores, vendidos para o exterior, e se não bastasse isso Ronaldo, principal nome do elenco está fora de combate, mesmo com todas essas baixas o time corintiano continua bem posicionado no campeonato nacional.

A mudança do calendário do futebol brasileiro deveria ter como principal ponto o período de realização do Campeonato Brasileiro, que deveria ter inicio no meio de Agosto e seu termino em Março do ano seguinte. Assim sobraria o trimestre (Abril, Maio e Junho) para os Campeonatos regionais e Julho o mês das férias. Assim seria possível, na primeira quinzena de Agosto, os clubes brasileiros realizarem viagens ao exterior para fazer o final da pré temporada, ganhar um bom dinheiro e fama internacional.

Porém, é inegável que a organização do futebol brasileiro melhorou no último ano, pois deste 2003 o regulamento do campeonato nacional é o mesmo, e não é a bagunça que foi no período entre 1971 a 2002, onde em praticamente todos os anos o regulamento era mudado para atender interesses de times grandes que colocava em campo o seu poder fora do gramado para recuperar as besteiras realizadas dentro de campo.

Certamente que não fosse a mudança no regulamento para pontos corridos em 2003, Palmeiras, Botafogo, Corinthians, entre outros não teriam atuado na Série B e voltado dignamente para a Série A, estariam na Série A devido às “canetadas”, o que nos anos 90 aconteceu com Grêmio e Fluminense.

Ou seja, estamos melhorando aos poucos, mas tenho medo que o legado da Copa do Mundo de 2014 seja um passo enorme para o passado, para o retrocesso, pois um provável buraco financeiro no futebol brasileiro está começando, tudo isso em nome dos caprichos e desejos pessoais de meia dúzia de inconseqüentes, que em 2014 nem no poder vão estar, faltam cinco anos para a  Copa no Brasil e ainda dá tempo de terceirizar o mundial para a Argentina.

sinegaglia@uol.com.br

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Gobi é agredido e coloca o cargo a disposição

Após a agressão sofrida por Mario Gobi, no último sábado no Parque São Jorge, o vice-presidente de futebol do Corinthians, colocou o seu cargo a disposição do presidente Andrés Sanches, porém o mandatário não aceitou a renuncia do dirigente.

O que realmente seria um tremendo absurdo, afinal, Andrés Sanches, e sua equipe tiraram o Corinthians do buraco e ofereceram ao torcedor corintiano novamente momentos espetaculares. Com os títulos do campeonato Paulista, da Copa do Brasil, conquistando assim a vaga para a disputa da Copa Libertadores da América, no ano do centenário alvinegro.

Porém, são dos dirigentes a culpa pela forma de como a torcida tomou conta do clube e o delegado Mario Gobi, poderia é ter dado voz de prisão para os agressores.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Tinha uma mola no meio do caminho

Por - Fábio Sinegaglia

Parafrasear Carlos Drumond de Andrade em seu poema "No meio do caminho" é algo sempre gostoso, pois o texto é sempre atual e verdadeiro, muitas vezes as nossas pedras não são entes físicos e sim espirituais, mas no caso de Felipe Massa no último sábado foi uma mola, uma peça saída do carro de Rubinho. O que mais me espantou com relação ao Rubinho foi uma declaração dada que qual o piloto da Brawm disse “A mola estava escapando desde o primeiro treino do sábado”, Meu Deus! Se a mola estava escapando, porque não se arrumou .....

Mas infelizmente o acidente ocorreu, na hora do choque da mola com o capacete de Massa temi pelo pior, as primeiras imagens vindas da Hungria me lembraram muito o ocorrido com Ayrton Senna no GP de Imola em 1994, as imagens da televisão não eram conclusivas, e o meu nervosismo foi aumentando.

Não tive dúvidas peguei o telefone e no primeiro intervalo da transmissão da Globo telefonei para a Hungria e falei com o amigo Reginaldo Leme que lá estava trabalhando, ele tinha vários problemas pelo fato das imagens que estavam vindo para o Brasil ser diferente da qual ele tinha nas cabines de transmissão, e no fim eu acabei falando para ele que pela telemetria ficou claro que Massa tocou o pé no freio no intervalo entre a batida da mola no capacete e a batida do carro no muro, talvez esse toque no freio tenha reduzido os danos ao piloto brasileiro.

Bem passada quase uma semana do incidente o que importa é que o ser humano Felipe Massa está melhor, o que me importa é o ser humano. O fundamental agora é o Felipe Massa estar bem para a sua família, para seus pais, seu irmão, sua esposa e fundamentalmente para esperar o nascimento de seu primeiro filho, que está previsto para novembro.

A Fórmula 1 perto da vida é algo muito menor, é ínfimo, até rasteiro. Nós torcedores muitas vezes achamos que o “homem público” é mais importante do que o ser humano, mas esse raciocínio é muito fácil de ser derrubado pois se não existir o ser humano não existe o “homem público”.

Bom o Massa deve ficar fora de uma, duas ou três corridas, ou até mesmo fora do campeonato de 2009, ou talvez ser um ex-piloto de Fórmula 1, mas eternamente será um ídolo e um gênio do esporte. Enquanto Massa não volta a Ferrari vai de Schumacher, alias isso é algo para a história do esporte, o substituto do Massa é um ser sete vezes campeão do mundo. Seria como se no futebol ter como substituto um ser que é a mistura de “Pelé, Maradona e Garrincha” imagina um ser desse nível e o pior o ser seria um mero reserva.

Voltando para as pistas Vai ser muito engraçado se o Shumi vencer em Valência, já pensou na volta dele, obter a primeira vitória da Ferrari em 2009.

Um detalhe se ele vencer uma prova com a Ferrari ele iguala a soma das vitórias obtidas por Prost e Senna, pois ele tem 91, o Prost parou com 51 e o Senna morreu tinha 41. Portanto a soma do francês com o brasileiro dá 92. A e tem um detalhe, domingo passado ocorreu uma corrida de Fórmula 1 e o Lewis Hamilton venceu, mas e daí!

sinegaglia@uol.com.br

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Ferrari marca um golaço no retorno de Schumacher as pistas


Michael Schumacher irá substituir Felipe Massa até o brasileiro se recuperar do grave acidente sofrido no treino classificatório para o GP da Hungria. Acredito que foi a melhor saída encontrada pelos italianos. Muitos vão dizer que o retorno do Alemão as pistas pode ser prejudicial a sua imagem, principalmente por conta do rendimento da Ferrari nesta temporada. Schumacher ficaria com a responsabilidade de levar a Ferrari de volta à vitória e caso não obtenha sucesso deixaria a Formula 1, com a sua vitoriosa imagem arranhada.

Porém, penso que foi uma grande jogada de marketing da Ferrari, atraindo a partir de agora alguns torcedores que já estavam desencantados com a Formula 1 e com o desempenho da Ferrari na temporada. Evidentemente que o Alemão corre alguns riscos e poderá sofrer algumas críticas, afinal ele não está no pleno de sua forma física.

No entanto, temos que destacar mais uma vez a coragem de Schumacher, que está arriscando a sua própria imagem em beneficio do momento ruim que a equipe italiana atravessa.

Não é segredo o carinho que o Alemão sente por Felipe Massa, e tenho certeza que o Brasileiro ficará feliz em saber, que enquanto não reuni condições de retornar as suas atividades, o seu carro será guiado pelo melhor piloto que já passou pela escuderia.

terça-feira, 28 de julho de 2009

“Operação Desmanche” segue a todo vapor no Corinthians


A diretoria do Corinthians não admite e os dirigentes do clube se irritam quando a palavra “Desmanche” é pronunciada pela imprensa. Então para a cúpula corintiana não se estressar recorremos ao dicionário, onde podemos observar a palavra “Desmanche” e o seu significado.

Desmanchar – Desfazer – Desarranjar – Descompor. Então podemos chegar à conclusão que os nobres colegas jornalistas que utilizaram a palavra “Desmanche” referindo-se a saída de jogadores do Corinthians para o exterior não estavam errados.

Então para não confundir ainda mais os Cartolas corintianos, vamos utilizar a partir de agora as palavras Descompondo, Desarranjando ou o time campeão Paulista e também da Copa do Brasil não está sendo desfeito?

Entendo perfeitamente que é impossível bater a concorrência do exterior e também a situação dos clubes brasileiros, que sobrevivem da venda de jogadores. Porém, os dirigentes do Corinthians não podem afirmar que o time não está sendo desmanchado.

Cristian e André Santos foram para a Turquia, o Maestro Douglas já está em Dubai e os próximos da lista devem ser Elias que desperta o interesse do futebol italiano e o goleiro Felipe que recebeu recentemente sondagens da Rússia e de Portugal.

É verdade que a diretoria do Corinthians tem também contratado jogadores. O volante Edu, o atacante Bill e o zagueiro Paulo André foram os primeiros reforços. No entanto, é evidente, que o time perdeu qualidade técnica e de conjunto, prejudicando assim o sonho da tríplice coroa no fim da temporada.

Muito trabalho para o competente técnico Mano Menezes, que terá a missão de entrosar novamente a equipe do Corinthians. Nos próximos 45 dias sem o atacante Ronaldo, no departamento médico.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Professor Muricy Ramalho está de volta


A diretoria do Palmeiras apresentou oficialmente no início da tarde desta sexta-feira, o técnico Muricy Ramalho, escolhido pelos dirigentes para substituir Vanderlei Luxemburgo, demitido do cargo.

Ótima contratação, não somente pelo bom técnico que é, mas também pela sua postura correta fora de campo.

Sem dúvida, o Palmeiras a partir de agora se torna o principal favorito para a conquista do título do campeonato Brasileiro.